SIIC Salud

Ayuda

Comprar este artículo
Extensión: 4.94 páginas impresas en papel A4

file05.gif (1491 bytes)
Artículos seleccionados para su compra


PESQUISADORES E GRUPOS DE PESQUISA SOBRE JUVENTUDE E SAUDE
(especial para SIIC © Derechos reservados)
Abrangeu-se a produção da pós-graduação, cerne da pesquisa brasileira, pelo pressuposto da relevância de trabalhos cartográficos e sua possibilidade de apontar e articular visibilidades e invisibilidades de determinadas temáticas no campo acadêmico. Observa-se relevante lacuna acerca de estudos sobre juventude desenvolvidos na Grande Área Saúde. Espera-se que os dados coletados possam sinalizar possíveis contribuições do debate social em saúde para o público juvenil e futuramente desdobrem-se em subsídios para políticas públicas efetivas para este público.
Autor:
Ana Paula Serrata Malfitano
Columnista Experta de SIIC

Institución:
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)


Artículos publicados por Ana Paula Serrata Malfitano
Coautor
Marina Jorge da Silva* 
Terapeuta ocupacional, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, Brasil*

Resumen
A temática da juventude vem ganhando a agenda de discussões e ações públicas, em torno de quem é o jovem contemporâneo e quais são as suas demandas. Paralelamente, a temática vem ocupando, de forma crescente, o cenário de pesquisas. Assim, o "Estado da Arte" sobre juventude faz-se necessário na tentativa de inventariar e sistematizar o conhecimento produzido e acumulado sobre o tema. Dessa maneira, voltou-se para o levantamento dos pesquisadores orientadores em Programas de Pós-graduação na área de saúde, entre os anos de 1987 a 2010, visando identificá-los. Metodologicamnete procedeu-se a três etapas: a) levantamento de teses e dissertações; b) seleção dos trabalhos pertencentes à Grande Área da Saúde da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, uma fundação vinculada ao Ministério da Educação do Brasil) e pertinentes à pesquisa e c) levantamento dos Grupos de Pesquisa que orientaram as pesquisas selecionadas. Mapearam-se os dados a partir do Diretório de Grupos de Pesquisa do Brasil, mantido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), encontrando-se 2.953 teses ou dissertações e 259 diferentes orientadores que orientaram três ou mais trabalhos no período. Identificou-se 16 grupos de pesquisa, havendo preponderância entre as subáreas da Medicina, Saúde Coletiva, Enfermagem e Nutrição. Atenta-se para a existência de poucos Grupos de Pesquisa voltados especificamente para a temática, sua alta dispersão e enfoque clínico, não apresentando uma diversidade na produção, tampouco um enfoque social.


Artículo completo

(castellano)
Extensión:  +/-4.94 páginas impresas en papel A4
Exclusivo para suscriptores/assinantes

Clasificación en siicsalud
Artículos originales > Expertos del Mundo >
página   www.siicsalud.com/des/expertocompleto.php/

Especialidades
Principal: PediatríaSalud Pública
  Relacionadas: Educación MédicaEpidemiología

Enviar correspondencia a:
Marina Jorge Silva, 14806680, Av. Giocondo Vacari Tezini, 927, Araraquara, Brasil
Bibliografía del artículo
1. León OD. Adolescência e juventude: das noções às abordagens. In: Freitas MV. (Org.). Juventude e adolescência no Brasil: referências conceituais. São Paulo: Ação Educativa, 2005.
2. Silva CR, Lopes RE. Adolescência e juventude: entre conceitos e políticas públicas. Cad Ter Ocup da UFSCar 17(2):87-106, 2009.
3. Ariès P. História social da criança e da família. 2a ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1981.
4. Bourdieu P. A juventude é só uma palavra. In: Bourdieu P. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero pp. 151-162, 1983.
5. Margulis ME, Urresti M. La juventud és mas que una palabra. In: Margulis M. La juventud es más que una palabra: ensayos sobre cultura y juventud. Buenos Aires: Editorial Biblos, 1998.
6. Rua MG. As políticas públicas e a juventude nos anos 90. In: Brasil. Ministério do Planejamento. Comissão Nacional de População e Desenvolvimento. Jovens acontecendo na trilha das políticas públicas. 2 v., Brasília: Ministério do Planejamento pp. 731-752, 1998.
7. Sposito MP. (Org.). Estado da Arte sobre juventude na pós-graduação brasileira: educação, ciências sociais e serviço social (1999-2006). Belo Horizonte: Argvmentvm, 2v, 2009.
8. CAPES. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Banco de Teses e Dissertações da CAPES. Disponível em: http://bancodeteses.capes.gov.br. Acesso em 10 ago 2016.
9. Ferreira NSA. As pesquisas denominadas "estado da arte". Educ Soc 23(79):257-72, 2002. http://www.scielo.br/pdf/es/v23n79/10857.pdf.
10. CNPq. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Diretório de Grupo de Pesquisas do Brasil. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/web/dgp. Acesso em 10 dez 2013.
11. Brasil. Decreto nº 12.852 de 5 de agosto de 2013. Institui do Estatuto da Juventude e dispõe os direitos dos jovens, os princípios e as diretrizes das políticas públicas de juventude e o Sistema Nacional de Juventude - SINAJUVE. 2013a. Disponível em . Acesso em 10 de agosto de 2013.
12. Silva MJ. O estado da arte sobre juventude(s) na pós-graduação brasileira stricto sensu: pesquisas na área das ciências da saúde (1987-2010). Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em terapia Ocupacional. Universidade Federal de São Carlos, 2014.
13. Buss PM. Globalização, pobreza e saúde. Ciência & Saúde Coletiva 12(6):1575-1589, 2007. https://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000600019.
14. Minayo MCS. O Desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 5. ed. São Paulo: Hucitec-ABRASCO, 1998.

Título español
Resumen
 Bibliografía
 Artículo completo
(exclusivo a suscriptores)
 Autoevaluación
  Tema principal en SIIC Data Bases
 Especialidades

 English title
  Abstract
 Key words
Full text
(exclusivo a suscriptores)


Autor 
Artículos
Correspondencia
Patrocinio y reconocimiento
Imprimir esta página
 
 
 
 
 
 
Clasificado en
Artículos originales>
Expertos del Mundo

Especialidad principal:
PediatríaSalud Pública

Relacionadas:
 Educación Médica
 Epidemiología
 
 
 
 
 
 
Suscripción a siicsalud

Comprar este artículo
Extensión: ± 4.94 páginas impresas en papel A4

file05.gif (1491 bytes) Artículos seleccionados para su compra
Está expresamente prohibida la redistribución y la redifusión de todo o parte de los contenidos de la Sociedad Iberoamericana de Información Científica (SIIC) S.A. sin previo y expreso consentimiento de SIIC.


Suscripción a siicsalud

anterior.gif (1015 bytes)


Bienvenidos a siicsalud

Acerca de SIIC     Estructura de SIIC

Sociedad Iberoamericana de Información Científica (SIIC)
Av. Belgrano 430, (C1092AAR), ciudad de Buenos Aires, Argentina
Tel: +54 11 4342 4901
Casilla de Correo 2568, (C1000WAZ) Correo Central, ciudad de Buenos Aires
Copyright siicsalud© 1997-2017, Sociedad  Iberoamericana de Información Científica (SIIC)
ISSN siicsalud: 1667-9008
ua4711
Mensajes a SIIC